Notas Psicológicas(1)

16 05 2008

Ainda sobre o livro que estou lendo e dei a dica no post anterior, parece que o relacionamento humano continua sendo seu maior desafio, seja o relacionamento entre si ou com questões internas, podemos dizer questões morais e éticas.
Isso inclui o quanto cada ser humano está disposto a se prejudicar em busca daquilo que deseja, irei dizer aqui a busca pelo poder e status.
A maioria de nós está cansada de saber que o poder é a forma mais perigosa de corrupção do ser humano, vide o presidente dos Estados Unidos George Bush, mas e o poder entre as pessoas? Certamente você irá concorda comigo que o poder pessoal é mais influente do que a posição social, claro que uma pode estar ligada a outra mas basta analisar alguns políticos brasileiros para perceber que alguns mesmo sem o título conseguem manter ou ampliar seu controle sobre as pessoas.
O poder é interessante, ainda utilizando os políticos brasileiros, é curioso como o poder desses caras exerce medo sobre as pessoas, eles conseguem desrrespeitar as leis, fazerem suas regras e códigos e se manterem impunes na maioria dos casos, realmente, o poder faz as pessoas perderem o bom senso, vide invasão americana no Iraq.
O que isso tem a ver com um livro de auto-ajuda? Bom… foi muito bem colocado pelo autor que todos nós podemos exercer poder sobre as pessoas através dos realcionamentos, ou seja, a sua influência se dá pelos relacionamentos que construimos e pela intensidade que os mantemos, Jeusus não se importava em quebrar as leis farisaicas para manter seu poder pessoal, enquanto todo mundo esperava que ele liderasse uma revolução armada devido todo o contexto da época, ele se preocupou em construir relacionamentos e não dar a mínima para a política e mesmo assim é um dos líderes mais influentes que surgiu na história.
Após ler isso, entrei num profundo estado de análise e reflexão sobre os tipos de relaciomentos que tenho, por isso postei aqui, tá aí uma coisa que todos nós deveríamos analisar.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

16 05 2008
Ellen

legal me considero influenciavel, nao influenciadora! mas isso deve ter um certo poder neh? ou o que sera dos sem poder?

16 05 2008
Rods

Pois é Ellen, eu tbm acho q sou influenciavel mas de um tempo pra cá comecei a pensar nas pessoas q lembram de vc como modelo de alguma coisa, ou seja, influenciador, interessante, valeu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: