Filosofia de amador

29 10 2008
https://i2.wp.com/www.unb.br/ih/fil/Filosofos2.gif

Um fato curioso e revoltante sobre as relações humanas é que algumas pessoas tem a habilidade de serem prosaicas em seus relacionamentos, eu as chamariam de “profissionais da prosa”, vou explicar…
Essa idéia estava martelado na cabeça e depois de repetidas situações concluí que isso está acontecendo por aí. Sabe aquelas pessoas que te tratam tão bem que você acredita que é uma amizade de verdade? Pois é, posso estar sendo um pouco negativo mas o que me levou a descobrir esse comportameto de alguns é que toda vez que você fala algo ou pede algum favor a essas pessoas, elas te atendem de pronto, fazem como se fossem seus melhores amigos mas… o perfeito não tem falhas, assim como as pistas nos quadros falsificados, logo você percebe que essas pessoas agem muito profissionalmente e a amizade não tem raiz, você tem conversas muito profundas  e situações muito agradáveis mas quando você se sente realmente confortável e seguro, boom! Foi tudo um momento, um tropeço no cadarço do tenis novo, uma traição…
Exite uma coisa muito interessante no Marketing – ah! O velho Marketing –  costuma colocar situações como esta de “Abertura/Rejeição de comunicação”, quanto mais você expõe uma marca na mídia com grande penetração nos consumidores, as chances de criar uma reijão da marca cresce em paralelo, um ruído do mercado, uma falha na promoção ou distribuição e todos os esforços vão para o ralo, é uma faca de dois gumes, o feitiço contra o feiticeiro, é isso, todas as pessoas que você achava que eram “amigos do peito” não passaram de momentos superficies disfarçados de profundos em um quadro perfeito.
Logo você percebe no primeiro sinal de falha, de um “não” ou mesmo uma esponteineidade mal expressada que foi tudo um jogo e que as coisas não eram bem assim, ficam a frustação, revolta e sentimento de prejuízo.
As vezes as amizades não precisam nem de grandes aberturas para nos frustrarem mas apenas um sinal de esquecimento e constante demostração de que você ainda é querido, seria um retorno forçado de ótimas emoções. O que fazer? Dizer “Não, não está tudo bem… Porque você não haje com sinceridade?”. É difícil, seres humanos são assim, temperamentais, doídos, mal humorados e mesquinhos.
Por esses texto, você pode pensar que estou decepcionado com alguns relacionamentos, de fato. Estou cansado da superficialidade e fingimento, se eu encontrar aquele amigo fora do ambiente que me trata como um profissional prosaico, qual seria a reação? Tenho certeza que alguns não conseguiriam improvisar o script.
São só falhas no quadro falso…

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: