Lucidez

22 07 2009

A campanhia toca,
acorda, vai ver quem é
sua cabeça está muito longe da porta
longe para olhar pela janela.
enquanto deita na cama,
outro fantasma ecoa ao seu lado.
Só mais algumas horas,
a música alta não te deixa dormir,
(ou já dorme há muito?)

Respira fundo,
agora o barulho vem de fora.
Outro vizinho,
vazio,
grita, tenta chamar atenção
preso aí,
a pancada é seca,
um vinho sem sabor.

Olhos fecham
contra sua vontade.
Outros olham para dentro
A mente não ajuda
oferecem mais um pouco daquela bebida,
(adrenalina),

Imaginação,
acusação, sobre peso.
Alguém que escute
Alguém que escute
Tire a luxuria da mente,
leve os devaneios
mistérios da alma
Fugindo das grades
teias que criou
fastamas de si mesmo
nunca se vão
Horas e horas a procura socorro.

Assim que eles são
Assim que eles são
Assim que eles são
Assim que eles são
Assim que eles são
Assim que eles são

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: