A barata

8 01 2011

Viu a barata em cima da pia que comia o sabonete, era o mesmo que utilizava para lavar a mão e a bunda. Lastimou.
Sem dar um passo lançou o chinelo, zunindo pelo ar resvalou na torneira e acertou uma formiga que estava no lugar errado na hora errada, a barata correu aumentando sua repulsa por insetos.
Olhou-a de forma querer fritá-la, rapidamente mirou a cozinha e  pegou o Rodazol em baixo da pia, ela sabia que ele estava ali e mesmo assim continuava sem se mexer desafiando-o.
Espirrada certeira. Sentiu-se aliviado. Em poucos minutos estava escovando os dentes enquanto ouvia seu corpo raspar pelos vãos do armarinho numa tentativa desesperadora de não ver seu fim.
Cuspiu a espuma da pasta, voltando ao espelho lá estava ela fraquejando enroscada em um tufo de poeira, cuspiu novamente, sacou o chinelo do outro pé aguardando o triunfo com satisfação.
Entre um espasmo e outro pelos azulejos lá estava cambaleante, asfixiada e agonizante.
Estacou como em um pedido de clemência… Pláah! A chinelada fatal!
Como numa morte sem gosto, deu trabalho ao ficar grudada na sola, sofreu outro arremesso e toda injustiça social estava resolvida.
Vísceras! Enquanto suas patas mexiam aleatoriamente, seus miúdos estavam espalhados pelo banheiro, sadicamente mais uma borrifada de veneno, viu sua morte lenta de forma prazerosa, contente, saiu assobiando.
Opa, não por muito tempo, calou-se aos xingos de seu pai, eram 3:50 da manhã.





Criação

27 12 2010

Criação é um dos temas mais fascinantes que existem. Tentar entender sobre como uma coisa ou algo foi criado pode tomar segundos ou uma vida inteira sem falar da própria capacidade do homem em criar a partir de seu imaginário.

Certamente, um dos temas mais antigos, estudado e discutido no pensamento humano é a criação do Universo. Independente da corrente que se estude, Criacionismo e Evolucionismo são igualmente fascinantes pelos argumentos que apresentam ao longo da história, um pela simples vontade de Deus e beleza contida em cada detalhe e outra pela lógica e racionalidade do tempo.

Particularmente não vejo o menor problema em estudar as duas correntes uma vez que minha curiosidade vai além, por isso é inevitável ao encontrar uma notícia como a que comento abaixo e não deixar de lembrar-se de um roteiro para HQ que desenvolvia com um amigo de escola que consistia basicamente em criar, no caso recriar, um novo mundo, uma nova Terra a partir da que tinha restado. Imaginávamos uma Terra habitada por sobreviventes em um período pós-apocalíptico, o planeta estava com sua rotação afetada por conseqüências das bombas atômicas lançadas durante o terceiro conflito mundial, era uma Terra agonizante sem alternância entre dia ou noite, estações do ano, devastada por extremos climáticos e um estilo de vida a la Mad Max na região equatorial, onde podia-se encontrar o equilíbrio para a vida reconstruir o quê fosse possível.

Recentemente, lendo um periódico e pesquisando melhor na rede, descobri que nossa imaginação, meu amigo e a minha, vislumbrávamos um planeta! Isso, existe um planeta recém descoberto onde partes de nosso roteiro existe. Chamado de Gliese 581g localizado a 20,5 milhões de anos-luz da Terra possui fortes chances de manter uma atmosfera habitável algo que será comprovado apenas na próxima década quando satélites e sondas super poderosas forem lançadas para estes achados.

Ao que parece a imensidão do espaço nos permite continuar sonhando e imaginando que o imaginário impossível de nossas mentes tem suas modificações e nos faz alimentar esperanças, sonhos e fé de que um dia encontraremos alguém, vida inteligente talvez, que nos livre destes fantasmas existências pois até o momento não tem sido respondido por nenhuma das correntes do pensamento humano.

Referência: Link 1





Mistérios

23 11 2010

Entre uns e outros assuntos que voltam a tona nesta mina cachola, existe um post havia preparado um post sobre um dos últimos hypes na internet, o suposto viajante do tempo que apareceu no filme de Charles Chaplin em 1928 chamado The Circus ou simplesmente O Circo em português mas por alguma razão perdi o arquivo que continha vários links de referencia acredite se quiser, apenas para incrementar o universo de hipóteses criado em torno daqueles poucos segundos que uma pessoa – mulher ou homem – caminha com a mão ao ouvido e conversando como se estivesse segurando um celular, conspiração de minha parte ou não em ter deletado acidentalmente o arquivo de disco? Talvez…

Tentando resgatar o conteúdo do post perdido, volto a um assunto que estudava constantemente em minha adolescência, na época era extremamente aficionado por coisas do gênero misterioso, chamo-o unicamente de A Teoria da Conspiração ou Teorias da Conspiração se assim o leitor preferir, algo extremamente vasto e que pode te fazer um neurótico em busca de evidências das mais absurdas linhas de pesquisa dentro deste campo.

Filmes da Disney, backward messages, peças publicitárias subliminares, incentivos velados a pederastia, sodomia e toda e qualquer perversão do gênero humano são pequenas pistas diante do vasto campo que voltei a Stonehengeacompanhar. Desde a reeleição  duvidosa de George W. Bush em 2006 e constantes denúncias de suas ligações comerciais com a temida figura de Osama Bin Laden e sua família na Arábia Saudita, existe algo mundialmente cheirando muito mas muito mal e que está ficando por isso mesmo, se analisados os fatos, temos as mais variadas linhas de pensamentos, desde alarmistas conspiratórios a cientistas políticos que são unânimes quando o assunto é a posição política de Bush que nunca se importou em tornar público sua natureza republicana e os planos mundiais “necessários” sem fatos suficientemente justificáveis, basta ver as recentes declarações do próprio afirmando que o mundo está melhor sem Saddam Hussein. Enquanto isso a mídia vilã, nos dispersa! Existem tantos escândalos e coisas do tipo “polvo Paul”, fazendas e BBBs entretendo as pessoas que… Como eu disse está ficando por isso mesmo.

Desde então tenho feito uma lista, para minha análise e deleite de infindáveis horas de discussão entre céticos e especuladores, voltei a alguns autores conspiratórios e refiz minha lista de temas a explorar, vão desde os mais genéricos aos mais específicos, aí vai:

  • Morte dos Kennedy
  • Corrida espacial / ligações com a Guerra Fria
  • O caso Roswell
  • Terrorismo
  • Manipulação massiva
  • Pandemias
  • Aquecimento global
  • Regimes totalitários
  • Sociedades secretas
  • Dominação global
  • Contatos extraterrestres

Partindo destes tópicos, certamente meu objetivo não é afirmá-los ou negá-los nem virar um investigador de casos insólitos, talvez seja apenas entreter, sugerir perguntas e se tudo não passar de manipulação é provável que dê boas histórias e roteiros fílmicos, ou ainda…

Seria este post mais uma tentativa vinculada a Grande Conspiração de manipular sua atenção e te fazer, meu caro leitor, deixar de ver o óbvio?

Não deixe de acompanhar os próximos posts.





Rotina

13 10 2010

Abra a janela, quebre aquela garrafa do outro lado do muro, faça o gato para de miar.
Feche a cortina, preciso apenas da luminosidade.
Preciso de um minuto de silêncio.
O cachorro precisa passear e eu preciso dormir.
Tá vendo o buraco no carpete? Não fui eu.
O tênis embaixo da cama, foi o cachorro que trouxe aí.
Tá ventando, mudei de idéia.
Feche a janela, ligue o som da sala.
Coloque aquela música de poucas batidas em volume baixo,
não quero problemas com o vizinho.
Lavaram o quintal e o jogaram água no cacho de abelha,
elas foram picar o cachorro dele, que é alérgico.
Fiz de conta que não estava em casa, foi um acidente, pisei em falso.
Muda a música por favor, essa aí me dá dor de cabeça.
Abaixa o volume.
Voltando… eu tenho que fazer alguma coisa com esse frio.
Deixei todo o ar quente sair quando você abriu a janela.
Já to indo, já to indo…
Tô me esforçando.
Olha o vizinho ai, não disse que ele ia perceber.
Ah, o cachorro… tá internado.
Tem esse cobertor, dá uma bela cortina.
Resolve o problema do ar quente quando abrirem a janela.
Torradas com geléia de frutas vermelhas, patê natural de azeitona por favor.
Mel para adoçar o leite, hm, parece que alguém mora no campo.
Liga o computador que tenho um trabalho para terminar.
Dá o nosso cachorro pro vizinho, faz menos cocô que o dele.
O que? É demais? Você vai passear com ele?
Por que raios alguém coloca 30 segundos de musica no Myspace?
Ah, aqui está.
Pera, vou ali atrás gritar.
Meu novo blog, criação única.
Tinha um tapete aqui no chão! O cachorro levou!
O vizinho foi embora, desistiu.
Jogou um saco de cocô de cachorro no quintal, menos mal.
Alguém falou pra ele o que o gato dele fez nas plantas ontem?
Agora já foi, ele só quer reconhecimento.
Todos querem.





…dos livros que lí(9)

16 09 2010

Título: O Reino das Mulheres
Editora: Livros do Brasil
Lançamento: 1970
Autor: Jerry Sohl

O livro faz parte de uma antiga coleção de F&C, talvez uma das mais antigas já publicadas chamadas coleção Argonauta, publicada na década de 70, não sei ao certo o ano de publicação do primeiro volume e nem do último, fato este que não importa neste momento.
O importante é saber sobre este número especificamente, o de número 25, com o título de O Reino das Mulheres de autoria de Jerry sohl, esta novela foi publicada nos Estados Unidos em 1953 sob o título de The Haploids que faz muito mais sentido quando se descobre onde o termo é usado na estória.
Travis, um jornalista que aguardava alta em seu quarto no hospital de Union City vê-se totalmente envolvido na trama quando vê uma mulher entrar no hospital correndo para dentro do hospital, horas antes, Travis havia se espantado com um velho que dava entrada prestes a morrer e aos gritos dizia haver uma conspiração sendo tramada e que todos estavam condenados, os gritos impressionavam tanto Travis não dormiu, ao ver a loira obstinada entrar no hospital resolve investigar e a vê entrar no quarto do velho, corre contra ela e pega-se em luta corporal até fazê-la desistir.
Em um pedaço de papel que o velho derrubava no chão, vê um desenho com o número 23 seguido de um X circulado de maneira elíptica com uma espécie de cruz abaixo, lembrando o símbolo de Vênus.
Na manhã seguinte Travis recebe a visita de seu amigo de redação Hal Cable, conta-lhe a história e em seguida a repete ao oficial Tomkins.
Em poucas horas mais pessoas dão entrada no hospital com os mesmos sintomas visto no velho que havia morrido antes de um exame para detectar o motivo de suas manchas no corpo. Aos poucos todos os homens estão contaminados e com os mesmos sintomas do velho menos Travis e um pequeno grupo de homens que não entendem exatamente o porquê de ainda não terem caído.
Com os principais médicos e autoridades reunidos, começa a alimentar a teoria de conspiração contra os homens uma vez que nenhuma mulher foi atingida pela praga. Ao tentar comunicação com outros estados americanos sobre os fatos, nota-se que todas as linhas telefônicas estão mudas e a televisão fora do ar, restando apenas o velho telégrafo. Com a cidade em pânico e o caos instaurado, as pistas vão sendo ligadas chegando a um aparelho eletrônico que emite ondas especiais e estavam em posse de uma das mulheres suspeitas, os aparelhos distribuídos por toda a cidade, sem saber o número ao certo de aparelhos existentes, estas ondas causavam as manchas e dores que afetam apenas as pessoas que não possuíam certo tipo sanguíneo, morrendo em questão de horas.
Ao investigar o DNA de uma das mulheres suspeitas, descobre-se a ligação com o desenho do velho do hospital, tratava-se de um ser haplóide e apenas os homens com tipo sanguíneo AB estavam imunes as ondas emitidas pelas mulheres.
O que resta é um pequeno grupo de homens prisioneiros que tentam impedir que esta conspiração siga em frente e tentar salvar o que restou do mundo.





Do pop ao cult

26 08 2010

Um assunto que está em evidencia nos últimos dias e parece que não vai sair de cena tão cedo é a ascensão do pop. Nunca antes o estilo nerd ficou tão estereotipado e com tanto poder a ponto de impactar a mídia, considerando que tudo ou praticamente tudo que pertence ao universo pop pode ser encontrado fartamente na internet, diria até que hoje há certo poder na mão dos nerds em promover algo na velocidade da luz ou simplesmente abafar um assunto como se nunca tivesse sido publicado.
Blogs, filmes, HQs, séries, livros, games, cinema, RPG, tudo que é de consumo rápido e exige algum grau de imaginação fantasiosa pode ser considerada parte do mundo pop e é o que as pessoas consideradas nerds consomem, depois que Bill Gates, Steve Jobs, Filo e Yang ficaram mundialmente reconhecidos como nerds bem sucedidos, tornaram-se exemplos a ser seguidos e provavelmente tranqüilizando os pais preocupados com os filhos de comportamento estranho, entende-se este estranho por garotos e garotas que passavam horas na frente do computador brigando com a linha telefônica ou alguma tela cheia de caracteres estranhos.
O hardware evoluiu, a internet adquiriu velocidade e suas características próprias, o “tipo nerd” ganhou espaço, ganhou grifes e está nas prateleiras, literalmente como mais um produto entre tantos estilos de vida iconográficos. Fato é que por entre fóruns e redes sociais esse pessoal se organizou e hoje produzem todo tipo de conteúdo para consumo próprio dando uma verdadeira lição sobre como fazer marketing e ser o último acontecimento na rede.
Enquanto isso, o cult é deixado de lado e pede carona, o pop que conhecemos hoje é fruto desta onda de geração que cresceu em frente aos monitores, gerando obesos e esqueléticos bem sucedidos.
Em eventos pop é possível encontrar muitas pessoas tidas como cults formadores de opinião que decidiram se beneficiar das maravilhas nerds, por exemplo, o mix de interação de redes sociais, broadcasting, entre outras tecnologias para se promoverem e continuarem sendo cults, acredito que o pop fez o cult um pouco menos cult e pessoalmente mais interessante, acessível, interativo, incorporando a diversidade das tribos, basta ir em qualquer evento pop para ver a quantidade de pessoas que amam e odeiam os mesmos assuntos mar naquele momento em que alí estão, sob o mesmo objetivo, um game, uma sessão de live action, pouco importa, em suma, todos querem ser pop, até o cult.





Inaceitável

25 07 2010

Quase um mês sem post! Faça-me o favor, inaceitável para quem pretende ser habilidoso com esta arte.

Estou certo de que criatividade e inspiração se resumem unicamente a transpiração, não há nada que venha do além que não seja uma epifania, cansei de fazer textos mentais perfeitos enquanto meu corpo estava no lugar errado para transcrevê-lo, o que é uma grande bobagem.

Há algo que tenho feito para parar de me autocensurar e apenas escrever e essa é uma das principais dificuldades das pessoas que geram conteúdo, o árduo trabalho de escrever e resistir em apertar o backspace, um botão que deveria ficar desabilitado enquanto transpiramos. Voltando a minha filosofia, o ser humano se autocensura absurdamente visando a perfeição, o detalhe, a exaltação e se enchendo rápido de qualquer iniciativa de tão pesado que a tarefa fica.