Eletric Eye

19 04 2009

Difícil imaginar como viveremos daqui a alguns anos.  Sempre que leio ou assisto alguma coisa que retrate o futuro, pego me pensando no assunto, quais serão as guerras travadas pelas grandes nações, qual será a nação detentora da supremacia política e econômica, quem dependerá de quem e como a sociedade irá se organizar.
Exemplo disso, dias atrás eu estava assistindo um longa japonês – clássico entre os fãs de animação – criado por Katsuhiro Otomo de nome Akira, não vou entrar nos méritos da produção do desenho mas sim no que ele me fez pensar além do que já disse no parágrafo anterior.
Faz algum tempo que venho juntando algumas pistas e tentando fazer minha teoria de futuro: sociedade, governo, economia, religião entre outros assuntos que fico “viajando”, aliás, o nome do post foi inspirado numa música do Judas Priest de mesmo nome que por sua vez remete ao romance de George Orwell, o livro 1984, não sei se a música foi inspirada de fato no livro mas faz sentido para mim.
O mundo cyberpunk consegue ser fascinante e assustador ao mesmo tempo, usando o filme como pano de fundo, somo a questão entre tantas já anotadas: como ter uma sociedade sob controle em um futuro onde tudo caminha para segmentação seja ela qual for, racial, religiosa, sexual, cultural, social, etc? Ao que parece poucas empresas deterão participação em muitas áreas distintas, imagine a mesma marca participante em empresas de exploração de recursos naturais, atuação em atividades sociais, financeiras, bancárias e produção alimentícia, como um uma única marca para todas as suas necessidades, já pensou nisso? E a ordem?
Fico tentando entender, diante de tanta fragmentação como ter um poder comum e estável entre todas os aglomerados diferentes e mesmo assim esses grupos não se chocarem em nenhum ponto.

Anúncios