In-sensibilidade

24 05 2009

A insensibilidade é algo altamente prejudicial a qualquer um…
Nestas poucas linhas, devo dizer o quanto é angustiante você se lembrar de uma pessoa e essa pessoa mal se lembrar de você.
Com poucas palavras ela tenta lembrar meu nome e lamenta que suas memórias estão um pouco embaralhadas sob o efeito do álcool mas se alegra por ver que eu estava bem.
Por um momento tento colocar todas minhas memórias a sua frente e estabelecer uma conexão com as suas, difícil, aparentou-me alguém que está muito longe da realidade do sonhador que fora um dia, lamentei.
Lamentei que suas memórias estivessem tão frágeis quanto uma pintura velha, lamentei que seus dias voltaram a ser a dura realidade das ruas, dos malabares, dos artesanatos, dias em vão e que ninguém olha das janelas, sua subsitência lhe garante seus momentos de devaneios e heróis imaginários, possíveis esperanças de que um dia terá suas feridas saradas e uma nova vida será a recopensa de suas penosas lágrimas.
O que fariam os ilusionistas da vida? Como recuperar alguém que vive a margem de si mesmo? O que devo fazer para que minhas lembranças não se tornem meras poesias empoeiradas e tão logo esquecidas?
A impotência diante da realidade é tão prejudicial quanto a insensibilidade dos que tropeçam diante dos que vivem apagados, distantes do humano digno, há muito abandonados por pessoas como eu, sinto-me insensibilizado.

Anúncios